A diferença entre pilates e treinamento funcional

A diferença entre Pilates e Treinamento Funcional

O Pilates foi criado por Joseph Pilates no começo do século XX, inicialmente era chamado de CONTROLOGIA, foi após a morte do seu criador que o método ficou conhecido por PILATES e desde então só vem ganhando espaço e destaque devido a suas qualidades.

A questão da funcionalidade corporal não é algo novo, visto que já fez parte da sobrevivência do homem primitivo, sendo testada diariamente. Porém, o Treinamento Funcional propriamente dito começou a ser difundido no Brasil apenas a partir na década de 90, e apesar da relativa pouca idade, já ganhou muita força e destaque (e algumas sub modalidades que serão tratadas em outros posts).

O que essas duas atividades tem em comum é o fato de trabalharem o corpo priorizando a força do core /powerhouse, ou seja o fortalecimento acontece do centro do corpo para os membros! Além treinar a capacidade funcional de forma eficiente, segura e consciente.



Pilates ou Treinamento Funcional, qual é o melhor?

Ora, depende de quais são seus objetivos! Ambos são ótimos! Como professora atendo muitos alunos com problemas de coluna, má postura e problemas articulares. Se o seu caso for um desses, eu lhe aconselharia a experimentar o Pilates! Tanto o Solo quanto os Aparelhos são ótimos. Também indicaria o Pilates para quem gosta de exercícios mais tranquilos (ainda que alguns exercícios sejam realmente difíceis), com bastante foco em respiraçãoe concentração, além de ser muito bom para o ganho de flexibilidade.

Agora se você quer um treinamento um pouco mais dinâmico, aeróbico, que trabalhe questões relacionadas á agilidade e explosão, condicionamento cardiovascular e emagrecimento, bom aí eu lhe diria que o Treinamento Funcional é o ideal para você!

Ambas trabalham:

  • Equilíbrio,
  • Coordenação motora,
  • Força
  • Centro de força (core/powerhouse)
  • Propriocepção

 

Associe Pilates e Treinamento Funcional e saia ganhando

Chegamos aqui em um ponto bem importante, podemos dizer que o Pilates e o Treinamento Funcional são complementares! Ou seja, juntas podem trazer muito mais benefícios, você não precisa escolher entre uma e outra.

Ganhe:

  • Melhora da postura, flexibilidadeeequilíbrio muscular
  • Auxilia no desempenho esportivo
  • Ajuda no controle do peso corporal
  • Diminui o aparecimento de lesões
  • Melhor eficiência dos movimentos e estabilidade da coluna
  • Desenvolvimento de equilíbrio estático e dinâmico
  • Melhora de, força, coordenação motora, resistência central cardiovascular e muscular, lateralidade e propriocepção.

 

Afinal, qual é a diferença entre pilates e treinamento funcional?

Como pudemos observar são muitas as semelhanças entre as atividades, no então são também distintas em algumas questões.

O treinamento Funcional é uma atividade muito dinâmica e trabalha o condicionamento cardiorrespiratório, além de se adaptar exatamente ao indivíduo sendo ele atleta, idoso, ou dona de casa. Inclusive, recentemente, fiz um post falando o básico e necessário sobre essa modalidade. O nome bem (bem sugestivo, hehe) é: Treinamento funcional: o que é

O Pilates é relativamente mais calmo, um método baixo impacto articular, ajuda na flexibilidade e auxilia no alívio de dores e melhora da postura. Até por isso ele é bastante indicado para gestantes, idosos (escrevi um post sobre isso) e até crianças.



Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *